Receba Semanalmente a nossa newsletter por e-mail


Com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, ginseng atrai a indústria cosmética

Categoria: Matéria-Prima


Popular na medicina oriental, o ingrediente já é usado em produtos para a pele e cabelos e tendência deve chegar ao Brasil.

Dizem que o gingeng é consumido há mais de cinco mil anos na região da China. A raiz conhecida por aumentar a circulação sanguínea e fortalecer o sistema imunológico, é indicada no combate ao estresse, falta de concentração e no cansaço físico e mental. Bastante popular na medicina oriental, o ingrediente fez sucesso na indústria farmacêutica e agora, começa a despertar o interesse de fabricantes de cosméticos.

“O ginseng é um alimento que contém altos níveis de vitaminas e minerais e pode ser uma fonte de antioxidantes, que ajudam a prevenir e reparar os danos celulares no corpo”, afirma o farmacêutico Lucas Portilho. Diretor científico da Consulfarma, prestadora de assessoria a farmácias de manipulação, ele explica que a raiz também favorece o sistema imunológico cutâneo. “Não importa qual é o seu tipo de pele, é provável que o ginseng possa te ajudar, já que age como um balanceador natural da derme”.

De acordo com a especialista em estética e cosmetologia Isabel Piatti, o ginseng já virou moda e vem invadido o mundo dos cosméticos por seus benefícios para a pele. “Com propriedades antioxidantes, ele tem ação anti-idade, combate os efeitos nocivos dos raios solares e poluentes ambientais, e estimula a produção de colágeno, diminuindo rugas e marcas de expressão”, diz.

Piatti cita diversos problemas dermatológicos que podem ser tratados com o auxílio do ingrediente. “Ele atua como agente calmante na pele irritada ou sensibilizada, pode revitalizar a tez opaca e sem brilho e ajuda a inibir a produção de melanina em casos de manchas e hiperpigmentação”. Embaixadora do CIA – Centro e instituto internacional de aprimoramento e pesquisas científicas, ela destaca ainda outra vantagem do ginseng. “Suas características anti-inflamatórias são capazes de minimizar efeitos de doenças como acne e psoríase e agir contra a vermelhidão e o inchaço”.

Não é só no cuidado com a pele que o ginseng aparece. O ativo também pode ser um aliado na saúde capilar. “Utilizado para estimular o crescimento do cabelo, sua aplicação tópica melhora a capacidade de regeneração dos fios, estimulando o fluxo sanguíneo para o couro cabeludo. Ele também atua diretamente nos folículos pilosos, evitando a perda de cabelo”, afirma Mônica Santos, técnica em cosméticos da N.P.P.E Hair Care.

A marca fabricada pela Shaan Honq Corporation, de Taiwan, trabalha há mais de 20 anos com um xampu antiqueda à base de ginseng e, recentemente, apresentou no mercado brasileiro um novo produto para cabelos oleosos elaborado com o ingrediente. “A raiz possui um composto antibactericida, que pode prevenir a caspa e dermatite seborreica. Além disso, o ginseng é capaz de criar uma película fina e resistente em volta da fibra capilar, formando uma barreira contra as agressões externas, como o sol, poluição e vento, auxiliando na prevenção do envelhecimento dos fois”, diz Santos.

Isabel Piatti aposta em mais um motivo para o ginseng prosperar na indústria da beleza: trata-se de um ingrediente natural. “Os cosméticos estão cada vez mais verdes”, aponta. Mônica Santos tem a mesma opinião. “No Brasil, os fabricantes têm se reinventado para atender um público, cada vez mais exigente, que busca opções que tragam benefícios não só para pele e cabelo, como também para o meio ambiente. A procura por cosméticos com ativos naturais vem ganhando força e devemos acompanhar essa tendência nos próximos anos”, afirma a especialista da N.P.P.E.

Imagem: Tua Saúde

Fonte: Brazil Beauty News, (18/06/2019)

Boletim Formulador

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui


Todos os Direitos Reservados © GlobalCosmetic